7 de janeiro de 2008

Não fuja, seja resiliente!

Dias atrás, escrevi um artigo falando sobre a Pedagogia da Resiliência, onde explicávamos sobre o conceito da palavra resiliência e uma breve aplicação pessoal. Agora, gostaríamos de aprofundar um pouco mais o diálogo.

É possível ouvir por vários meios de comunicação, mensagens de que Deus vai te livrar, que Deus vai te dar, que Deus vai derrotar o inimigo, que Deus vai, que Deus vai...

No entanto, se pararmos para analisar este conteúdo a luz da Palavra de Deus, veremos que Deus quer sim nos abençoar, mas não trabalha na lógica humana e seus pensamentos são mais altos que os nossos (Is 58.8-9). Portanto, mesmo diante das dificuldades da vida e nossa ânsia pela solução, Deus tem seus propósitos. O próprio Cristo padeceu as agruras das aflições (Mt 26.42) e não encontro nenhum personagem bíblico que não tenha passado por dificuldades. Pois é na aflição que Deus se revela como consolador (Sl 119.50); é na escassez que Deus se revela como supridor (Fl 4.19); é na fraqueza que Deus se revela como fortaleza (Sl 46.1).

C.S. Lewis disse: “Deus sussurra em nossos prazeres, fala em nossa consciência, mas grita em nosso sofrimento”.

A W Tozer acrescenta dizendo: “Dificilmente Deus usará um homem que não o tenha ferido profundamente”.

Ou seja, entendemos que por mais difícil que sejam, as dificuldades são uma realidade e nos fazem crescer. Por exemplo, leia esta história:

Certo dia, Deus aparece para um jovem e lhe dá uma missão. Ele deveria ficar empurrando uma grande pedra, bem maior que ele. O jovem, feliz pela missão recebida, ficara realizando a missão. Mas passado alguns dias, o inimigo se apresenta e começa persuadi-lo a desistir dizendo: Você está sendo enganado por Deus; esta pedra é muito grande e nunca se moverá. O jovem animado pela missão recebida pelo próprio Deus, não lhe deu atenção. Mas passado vários dias, retornando consecutivamente para atormentá-lo, o jovem ficou convencido que estava sendo enganado por Deus, já que estava empurrando uma baita pedra que jamais se moveria do lugar. E propôs no seu coração, de na próxima oportunidade, indagar a Deus. Passado alguns dias, Deus se apresenta e pergunta se estava tudo bem. Rapidamente o jovem expõem sua indignação pela missão recebida e se justifica dizendo que o inimigo estava certo, quando lhe dissera que a pedra era grande demais para se mover do lugar. Então Deus, na sua mansidão e sabedoria, olha para o jovem e diz: Mas eu nunca disse que a pedra se moveria, simplesmente lhe falei para empurrá-la. Você não percebeu, mas no início da missão você era muito fraco, seus músculos eram reduzidos, suas pernas e braços finos e despreparados. Mas agora isso tudo mudou. Seus braços e pernas estão fortalecidos, seus músculos e nervos rígidos e sua estrutura pronta para que eu possa te colocar onde quero que você esteja.

Moral da história: quem sabe você está empurrando pedra na sua vida, e pede para que Deus lhe tire deste pedregal. Porém, se ele te tirar, você não estará preparado para o propósito que Ele tem na sua vida. Por isso, deixe Deus te tornar resiliênte, te capacitando a superar as dificuldades de cabeça erguida.

Em At 9.15-16 diz assim: “Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome”. Deus não falou que isentaria “Saulo” de todas as dificuldades, muito pelo contrário, que ele padeceria pelo nome do Senhor. Observamos que depois de uma longa jornada, ouvimos da boca do apóstolo “Paulo” o seguinte: Fl 4.13 “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece”. Deus o ensinara que mais importante que estar num invólucro de proteção é estar no campo de batalha, lutando e vencendo.


Podemos aprender pelo menos quatro (4) lições básicas neste diálogo


1º Todos passaremos por várias dificuldades nesta terra.
Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. Jo 16:33

O próprio Jesus afirmou que passaríamos por dificuldades. O fato de aceitarmos a Cristo, não nos isenta de dificuldades. Porém, nos garante a sua companhia diante delas, nos fazendo resilientes.

2º Deus não tem o objetivo de nos isentar literalmente das aflições, mas nos ensinar por meio delas
Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Jo 17:15

Por meio das dificuldades, Deus deseja trabalhar com nossa vida, nos fortalecer e nos preparar para aquilo que tem projetado para nós. Assim foi como todos os personagens bíblicos. Porque, caso contrário, nos tiraria deste mundo e seria a maneira mais rápida e fácil (o que acontecerá um dia. Mas enquanto isso não acontece, vivamos de forma resiliênte).

3º E como eu fico sabendo se sou resiliente ou não?
Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena. Pv 24:10

Pare agora mesmo e avalie, faça uma analise introspectiva, lembrando das últimas ocasiões que enfrentou uma dificuldade. Como foi sua reação? Desesperou-se ou permaneceu firme? Como você precedeu diante da adversidade? Desistiu de tudo na hora da aflição? – Se sua conduta foi de desespero, de desorientação, de impaciência, de desistência, então você precisa de resiliência na sua vida.

Peça agora mesmo ao Senhor, que acrescente resiliência na sua vida, e que lhe conceda força para superar todas as tempestades, dizendo o mesmo que o apóstolo Paulo: Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece (Fp 4:13).

4º Deus deseja que sejamos resilientes, superemos as dificuldades por meio do poder Dele.
E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. II Co 12:9

Purinton disse: “Os grandes homens vêem onde os pequenos suspiram”
Dave Weinbaum: "Se não puder se destacar pelo talento, vença pelo esforço”.
Martinho Lutero: “os cristãos devem ter ombros fortes e ossos potentes”
John Stott.: “A perseguição ou oposição é uma característica de cada pregador cristão verdadeiro”.

Deus prova a todos que as dificuldades são momentâneas, mas só poderam ser vencidas pelo poder da Cruz. Deus tem sim, todo o poder, para mudar toda e qualquer situação, desde que esteja em conformidade com sua soberania (Ef 3.20).

Que neste dia, você que se encontra em dificuldades, entenda que quanto mais relutar sem compreender o propósito diante disso, pior ficará. Entenda que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28) e em todas as dificuldades, somos já, mais que vencedores por meio de Cristo Jesus (Rm 8.37).

NÃO FUJA, SEJA RESILIENTE!
Postar um comentário