6 de fevereiro de 2008

Desafios na experiência do Teólogo no ambiente Hospitalar e Eclesiástico


Poderia começar dizendo que atuar em ambos ambientes é um grande desafio para qualquer teólogo.

Para que entendamos a relevância da atuação do teólogo na prática, acredito que seria interessante entendermos o significado de diaconia, pois é uma palavra que trás na sua literalidade a tradução de serviço, servir.

Diaconia está intimamente ligado com o exemplo de Jesus em toda sua história. Vemos isso quando disse que sua comida era fazer a vontade do Pai, quando esteve lavando os pés dos discípulos, quando esteve com os enfermos, quando acolheu os necessitados, etc. E todo cristão verdadeiro deve se espelhar no comportamento de seu Senhor.

Então pensando nisso, entendo que a diaconia é uma boa via para caminharmos, ensinando nossas crianças a servir, nossos jovens a doar-se, porém, este ensino não deve ser tradicionalmente didático, mas prático, vivido diariamente e expressado pelos nossos comportamentos numa filosofia servidora.

Poderia ainda exemplificar o teólogo da “varanda” e o do “caminho”. Há quem fique somente na varanda vendo, acenando, “teologizando”, mas outros saem para o caminho, ao encontro dos necessitados buscando levar-lhe cuidado.

Experiência:

A pouco tempo atrás, estava numa reunião em nossa Igreja, quando ao término recebemos a notícia que um de nossos membros havia entrado em óbito. E que seu corpo estaria sendo velado à poucas horas após o aviso. Nosso pastor, de forma bem clara, convoca a todos os obreiros para que estejam presentes nesta ocasião, onde também haveria uma cerimônia fúnebre.

Todos ali presentes, quando então chega a hora de acolhermos os familiares enlutados e ajudarmos no desenvolvimento da cerimônia. Quando para minha surpresa sou escalado por meu Pastor, para trazer um sermão na ocasião. O que me fez rapidamente relembrar tudo que havia aprendido teoricamente e na prática no estágio da capelania, capacitando-me assim, expressar as palavras mais corretas para ao momento.

Aprendo que o teólogo tem uma função significante na sociedade, que é buscar transmitir Deus da forma mais clara possível às pessoas necessitadas, e a forma como devemos transmitir Deus nem sempre é por meio de palavras, mas por uma vida de amor e cuidado ao próximo.

Para mim, a inserção do teólogo no Brasil deve considerar os seguintes pontos:

Estar no caminho onde estão as pessoas;
Exercer a diaconia espelhada em Cristo, nosso Senhor;


“O Aconselhamento Pastoral quer contribuir para que a utopia da libertação estrutural possa ir sendo mediada e experimentada em pequenas doses por pessoas e grupos no convívio fraterno da comunidade peregrina”. Lothar C. Hoch




Pb. Ivan Tadeu