2 de outubro de 2009

Demolindo a Fé Através da Cultura



" Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência". 1 Timóteo 6.20
Através destes textos poderemos perceber a feroz investida de satanás usando da cultura contra nossa fé. Podermos entender de forma mais clara, nossa importância como propagadores da sã doutrina Cristocêntrica. afim de minimizarmos os prejuízos causados na mente da humanidade por meio de cêrebros corrompidos Vejamos alguns personagens e suas declarações sobre Deus e sua Palavra:




Charles Chaplin, um dos atores mais famosos da história do cinema. Por sua inigualável contribuição ao desenvolvimento da sétima arte, Chaplin é o mais homenageado cineasta de todos os tempos, sendo ainda em vida condecorado pelos governos britânico (Cavaleiro do Império Britânico) e francês (Légion d ‘Honneur), pela Universidade de Oxford (Doutor Honoris Causa) e pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos (Oscar especial pelo conjunto da obra, em 1972).




“Não gosto de Deus, porque não o conheço”.






Montesquieu, político, escritor francês e um dos mais importantes filósofos da história. Ficou famoso pela sua Teoria da Separação dos Poderes, atualmente consagrada em muitas das modernas constituições internacionais.


“Eu estou-me sempre a enganar, como Deus”.






Pablo Picasso, reconhecidamente um dos mestres da Arte do século XX. É considerado um dos artistas mais famosos e versáteis de todo o mundo.


“O homem que criou a idéia de Deus foi um gênio”.






Eurípedes, foi o último dos três grandes autores trágicos da Atenas clássica (os outros dois foram Ésquilo e Sófocles). Ele foi o autor do maior número de peças trágicas da Grécia que chegaram até nós, considerado o “filósofo do teatro”.


“Deus não tem nenhuma religião.”






Mahatma Gandhi, um dos idealizadores e fundadores do moderno estado indiano e um influente defensor do princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução. Inspirou gerações de ativistas democráticos e anti-racismo, incluindo Martin Luther King e Nelson Mandela.


“A crença em Deus subsiste devido ao desejo de um pai protetor e imortalidade, ou como um ópio contra a miséria e sofrimento da existência humana.”






Sigmund Freud, foi o pai da psicanálise.


O homem inventa outro mundo para poder caluniar e sujar este; de fato só capta o nada e faz desse nada um Deus, uma verdade, chamado a julgar e condenar esta existência”.


“Uma visita ao manicômio mostra que a fé não prova nada.”


“Fé’ significa não querer saber o que é a verdade.”






Friedrich Nietzsche, foi um influente filósofo alemão, uma das personalidades que mais influenciaram a história moderna. Considerado leitura “obrigatória” para que é ou pretende ser culto.


“Deus é demasiado perfeito para poder pensar noutra coisa senão em si próprio”.






Aristóteles, filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande, é considerado um dos maiores pensadores de todos os tempos e criador do pensamento lógico.


“Haja ou não deuses, deles somos servos”


“O perfeito não se manifesta. O santo chora, e é humano. Deus está calado. Por isso podemos amar o santo, mas não podemos amar a Deus”.






Fernando Pessoa, poeta e escritor português considerado um dos maiores poetas da Língua Portuguesa, e o seu valor é comparado ao de Camões. Juntamente com Pablo Neruda, o mais representativo poeta do século XX.




“Deus é um contra-senso… e como o conhecemos ele não pode existir… porque se for onipresente, onisciente e onipotente há um erro lógico… ele não é onipotente… Deus não pode tudo, porque não pode corrigir nada que já fez, porque isso seria admitir que errou e logo não é onisciente”.






Descartes, filósofo, físico e matemático francês. Notabilizou-se, sobretudo por seu trabalho revolucionário na filosofia e na ciência, mas também obteve reconhecimento matemático por sugerir a fusão da álgebra com a geometria – fato que gerou a geometria analítica e o sistema de coordenadas que hoje leva o seu nome. Uma das figuras-chave na Revolução Científica. Chamado de “o fundador da filosofia moderna” e o “pai da matemática moderna”, é considerado um dos pensadores mais importantes e influentes da História do Pensamento Ocidental. Inspirou contemporâneos e várias gerações de pensadores posteriores; boa parte da filosofia escrita a partir de então foi uma reação às suas obras ou a autores influenciados por ele. Muitos especialistas afirmam que a partir de Descartes inaugurou-se o racionalismo.


“Se Deus não existisse, seria preciso inventá-lo”.


“Deus é um comediante a atuar para uma platéia assustada de mais para rir”.






Voltaire, escritor, ensaísta, deísta e filósofo iluminista francês conhecido pela sua perspicácia e espirituosidade na defesa das liberdades civis, inclusive liberdade religiosa e livre comércio. Escritor prolífico, produziu obras em quase todas as formas literárias, assinando peças de teatro, poemas, romances, ensaios, obras científicas e históricas e mais de 2 mil livros e panfletos. Voltaire foi um dentre muitas figuras do Iluminismo (juntamente com John Locke e Thomas Hobbes) cujas obras e idéias influenciaram pensadores importantes tanto da Revolução Francesa quanto da Americana.




“O maior pecado contra a mente humana é acreditar em coisas sem evidências. A ciência é somente o supra-sumo do bom-senso – isto é, rigidamente precisa em sua observação e inimiga da lógica falaciosa.”






Thomas H. Huxley, biólogo inglês que ficou conhecido por ser o principal defensor público da teoria da Evolução de Charles Darwin e um dos principais cientistas ingleses do século XIX. Talentoso popularizador da ciência, ele cunhou o termo “agnosticismo” para descrever seu posicionamento sobre a crença religiosa. Ele também é creditado por inventar o conceito de biogênese, uma teoria que diz que todas as células provêm de outras células. Contribuiu para a embriologia, taxonomia e morfologia. Também ajudou a desbancar o Lamarckismo e sua teoria do mecanismo da evolução. Durante 31 anos, ocupou a cadeira de História Natural na School of Mines, onde se ocupou de pesquisas em paleontologia. Patriarca de uma família de acadêmicos britânicos, incluindo seus netos Aldous Huxley (o escritor), Sir Julian Huxley (o primeiro diretor da UNESCO e fundador do World Wildlife Fund), e Sir Andrew Huxley (o fisiologista e ganhador do Prêmio Nobel). Foi laureado com a medalha Wollaston concedida pela Sociedade Geológica de Londres, em 1876.




“Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar.”






Carl Sagan, doutor pela Universidade de Chicago. Dedicou-se à pesquisa e à divulgação da astronomia, como também ao estudo da chamada exobiologia. Considerado por muitos o maior divulgador da ciência que o mundo já conheceu.




“Deus deseja prevenir o mal, mas não é capaz? Então não é onipotente. É capaz, mas não deseja? Então é malevolente. É capaz e deseja? Então por que o mal existe? Não é capaz e nem deseja? Então por que lhe chamamos Deus?”






Epicuro, filósofo grego do período helenístico. Seu pensamento foi muito difundido e numerosos centros epicuristas se desenvolveram na Jônia, no Egito e, a partir do século I, em Roma, onde Lucrécio foi seu maior divulgador.


“ Sobre Deus: Se 5 bilhões de pessoas acreditam numa coisa estúpida, essa coisa continua sendo estúpida.”






Anatole France, escritor francês de grande sucesso. Eleito para a Academia Francesa de Letras, participou na fundação da Liga dos Direitos do Homem. Condecorando com o Prêmio Nobel de Literatura.


“Declaro, pesando muito bem nas palavras, que a religião cristã, tal como está estabelecida nas igrejas, foi e é o principal inimigo do progresso moral do mundo”.






Bertrand Russell, foi um dos mais influentes matemáticos, filósofos e lógicos que viveram no século XX. Um importante político liberal, activista e um popularizador da Filosofia. Milhões de pessoas respeitaram Russell como uma espécie de profeta da vida racional e da criatividade. Recebeu o Prêmio Nobel da Literatura em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos, nos quais ele lutou por ideais humanitários e pela liberdade do pensamento.


“O homem é uma curiosidade maravilhosa… pensa que é o animal de estimação do criador…e mais do que isso, acredita que o criador o ama, que está apaixonado por ele, que acorda à noite para o admirar, o proteger e defendê-lo dos perigos. Para isso faz orações que é suposto Deus entender. Não acham tudo isso um pitoresco pensamento?”.






Mark Twain, foi um escritor, humorista e romancista norte-americano. Em seu auge, Twain foi a celebridade mais conhecida de sua época. Considerado por alguns como primeiro grande escritor verdadeiramente americano, de qual todos os demais são seus herdeiros.




“Para os peixinhos do aquário, quem troca a água é Deus.”






Mário Quintana, foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro. Considerado um dos maiores escritores brasileiros, traduziu mais de cento e trinta obras da literatura universal.


“Lida apropriadamente, a Bíblia é a força mais potente para o ateísmo jamais concebida”.






Isaac Asimov, escritor e bioquímico americano, autor de obras de ficção científica e divulgação científica. No total, escreveu ou editou mais de 500 volumes e umas 90.000 cartas ou postais, e têm obras em cada categoria importante do sistema de classificação bibliográfica de Dewey, exceto em filosofia. Asimov foi reconhecido como mestre do gênero da ficção científica e, junto com Robert A. Heinlein e Arthur C. Clarke, foi considerado em vida como um dos “Três Grandes” escritores da ficção científica. Foi presidente da American Humanist Association (Associação Humanista Americana). Em 1981, um asteróide recebeu seu nome em sua homenagem, o 5020 Asimov, assim como o robô humanóide “ASIMO” da Honda.


“ A ciência é a coisa mais preciosa que temos”.


“A palavra Deus, para mim, é nada mais que a expressão e produto da fraqueza humana; a Bíblia, uma coleção de lendas honradas, mas ainda assim primitivas, que são bastante infantis.”






Albert Einstein, físico conhecido por desenvolver a teoria da relatividade. Ganhou o Prêmio Nobel da Física pela correta explicação do efeito fotoelétrico. O seu trabalho teórico possibilitou o desenvolvimento da energia atômica. Tornou-se famoso mundialmente. Nos seus últimos anos, a sua fama excedeu a de qualquer outro cientista na cultura popular: “Einstein” tornou-se um sinônimo de gênio. Foi por exemplo eleito pela revista Time como a “Pessoa do Século” e a sua face é uma das mais conhecidas em todo o mundo. Em sua honra, foi atribuído o seu nome a uma unidade usada na fotoquímica, o einstein, bem como a um elemento químico, o einstéinio.


Não, eu não acredito em Deus e, depois de viver, pretendo ter um longo e feliz descanso debaixo da terra.






Katharine Hepburn, Uma lenda das telas do cinema. A mulher que ganhou o maior número de Oscars na história da academia, quatro, todos como melhor atriz, e possui o segundo maior número de indicações para o prêmio nas categorias para melhor atriz, 12.


O Universo não apresenta qualquer evidência de uma mente dirigente (…) Todos os bons intelectos têm repetido, desde o tempo de Bacon, que não pode haver qualquer conhecimento real senão aquele baseado em fatos observáveis.






Auguste Comte, filósofo francês, fundador da Sociologia e do Positivismo.


“Eu nunca vi uma mínima prova científica das idéias religiosas de céu e inferno, vida após a morte ou Deus”






Thomas Edison, inventor americano. Entre as suas contribuições mais universais para o desenvolvimento tecnológico e científico encontra-se a invenção da lâmpada elétrica, o gramofone(o primeiro aparelho de som), o cinescópio ou cinetoscópio, o ditafone e o microfone de grânulos de carvão para o telefone. Edison é um dos precursores da revolução tecnológica do século XX. Teve papel determinante na indústria do cinema. Muitos o consideram o maior inventor de todos os tempos. O seu QI seria estimado em cerca de 240. A ele são atribuídas mais de 1300 invenções.


“Não faço para ganhar os céus, porque acho que acabamos quando morremos. A vida é uma só, mas temos uma imaginação tão deslumbrante que podemos imaginar o que quisermos”.






Paulo Autran, é considerado um dos maiores atores brasileiros.


A vida acaba aqui,é lógico!






Oscar Niemeyer, arquiteto brasileiro, considerado um dos nomes mais influentes na Arquitetura Moderna internacional. Foi pioneiro na exploração das possibilidades construtivas e plásticas do concreto armado. Ele tem sido exaltado como grande artista e um dos mais importantes arquitetos de sua geração[


“A vida acaba aqui e pronto”.






Drauzio Varella, médico oncologista e escritor brasileiro, conhecido por popularizar a medicina em seu país, através de programas de rádio e TV. Foi também um dos fundadores da Universidade Paulista e da Rede Objetivo. Premiado escritor, tanto de ficção para adultos quanto para crianças com o livro Estação Carandiru, que conta sobre seu trabalho com os presidiários do Carandiru, virou best-seller e recebeu o Prêmio Jabuti na categoria “não-ficção”. Em 2003, a obra ganhou as telas do cinema num filme do diretor Hector Babenco. Seu outro livro, “Nas ruas do Brás”, foi agraciado na Feira Internacional do Livro de Bolonha, na Itália e também na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 2001, na categoria “revelação de autor de literatura infantil”. Já Florestas do Rio Negro foi indicado ao Prêmio Jabuti em 2002.


“Eu não acho que fomos feitos pra coisa alguma, nós somos apenas produtos da evolução. Você pode até dizer nossa, sua vida deve ser horrível já que não acredita que há um propósito, mas eu não ligo”.



  
James Watson, biólogo americano, um dos autores do “modelo de dupla hélice” para a estrutura da molécula de DNA. O trabalho publicado valeu-lhe o Prêmio Nobel de Fisiologia/Medicina.




Mais Ateus famosos






Albert Camus, escritor francês, autor de O estrangeiro, Prêmio Nobel de Literatura em 1957.



 Alfred Hitchcock, cineasta britânico, considerado o mestre do suspense.



 Álvares de Azevedo, poeta brasileiro do Ultra-Romantismo.



 Antero de Quental, poeta português do século XIX.



 Antonio Banderas, ator espanhol.



 Arnaldo Jabor, cineasta brasileiro, diretor de Eu sei que vou te amar.



 Augusto dos Anjos, poeta brasileiro do Pré-Modernismo.



 Bertolt Brecht



 Bill Gates, fundador da Microsoft.



 Caetano Veloso, compositor e cantor brasileiro.


Charles Darwin, criador da teoria da evolução.



 Charles M. Schulz,criador do Snoopy (the peanuts)



 Che Guevara, revolucionário argentino.



 Chico Buarque, compositor e cantor brasileiro.



 Christopher Reeve, ator de matrix.


Daniel Radcliffe, ator que interpreta Harry Potter.



 Dario Fo, escritor e dramaturgo italiano, Prêmio Nobel de Literatura em 1997.



 David Hume, filósofo e historiador escocês, uma das figuras mais importantes do iluminismo.



 Dias Gomes, dramaturgo brasileiro, autor de O pagador de promessas.



 Émile Zola, consagrado escritor francês.



 Ernest Hemingway, escritor, autor de O velho e o mar, Prêmio Nobel de Literatura em 1954.



 Federico Fellini, cineasta italiano considerado um mestre do cinema.



 Ferreira Gullar, poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista e ensaísta brasileiro.



 Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente brasileiro.



 Fidel Castro, revolucionário ex-presidente de Cuba.



 Bacon, filósofo e ensaísta inglês, considerado como o fundador da ciência moderna.



 Graciliano Ramos,romancista brasileiro.



 Betinho, sociólogo e ativista dos direitos humanos brasileiro.



 Jean-Paul Sartre, filósofo, escritor e crítico, conhecido representante do existencialismo.



 João Cabral de Melo Neto, famoso poeta brasileiro.



 John Lennon, músico, considerado um dos maiores ícones do século XX.



 Jorge Amado, romancista brasileiro.



 José Saramago, romancista português, Prêmio Nobel de Literatura em 1998.



 Juca Kfouri, importante membro do jornalismo esportivo do Brasil.


Júlio Ribeiro, famoso escritor naturalista brasileiro, autor de A carne.



 Karl Popper, considerado como o filósofo mais influente do século XX



 Leonardo da Vinci



 Linus Benedict Torvalds, criador do sistema operacional para computador chamado Linux.



 Linus Pauling, bioquímico, precursor das pesquisas que levariam à descoberta do DNA, Prêmio Nobel de Química em 1954.


Machado de Assis, escritor brasileiro, autor de Dom Casmurro e Quincas Borba.



 Mário de Sá Carneiro, poeta português do Modernismo.



 Mário Lago, um advogado, poeta, radialista, letrista e ator brasileiro.



 Ravel, músico conhecido por suas melodias instrumentais e orquestrais, entre elas, o Bolero.



 Mikhail Gorbachev , ex-presidente da União Soviética.



 Monteiro Lobato, escritor brasileiro de literatura infantil, autor de O sítio do pica-pau amarelo.


Olga Benário, revolucionária esposa de Carlos Prestes.



 Oswald de Andrade, escritor, ensaísta e dramaturgo brasileiro.


Pablo Neruda, poeta chileno, Prêmio Nobel de Literatura em 1971.


Paulo Francis, jornalista da globo, crítico de teatro e escritor brasileiro.



 Raquel de Queiroz, escritora brasileira.



 Raul Pompéia, romancista brasileiro, autor de O Ateneu.


Renato Russo, músico.



Ricardo Boechat, jornalista brasileiro.


Strauss, considerado gênio da música clássica.


Rubem Fonseca, romancista e contista brasileiro.



 Samuel Beckett, dramaturgo irlandês, Prêmio Nobel de Literatura em 1969.



 Simone de Beauvoir , escritora, filósofa existencialista e feminista francesa.



 Sócrates, filósofo grego.


Steve Jobs, proprietário da empresa de informática Apple, criador do ipod.


Steven Weinberg, Prêmio Nobel de Física.



 Umberto Eco, escritor de romances, entre os quais “O nome da rosa” e “O pêndulo de Foucault”.




Nota: Essa é apenas uma pequena parte da imensa lista de ateus famosos. Fora ficaram,


  • Agnósticos: os que afirmam a impossibilidade de conhecer a Deus e a origem última do Universo.


  • Espíritas: (budistas, hindus, animistas, esotéricos e kardecistas) que não acreditam em Deus como pessoa, mas somente como energia.

  • Pseudo Cristãos: Professam um Cristo estranho ao evangelho.


O efeito que a cultura causa na vida das pessoas está exposto no pensamento de uma “nata” de pensadores e formadores de opinião postados acima, todas personalidades de sucesso aos quais o mundo se curva. Essas pobres almas foram vacinadas contra Deus pelo diabo e a vacina usada foi a cultura; única fé professada por esses servos do conhecimento. Nós cristãos precisamos analisar por completo o conteúdo da palavra de Deus, e não apenas uma fração dela porque não existe seguidor de Cristo que absorva a cultura do homem e permaneça fiel á Cristo.

As raras ovelhas que Deus dotou para que dominassem a cultura Adâmica, o fizeram no sentido de a usarem contra o próprio saber do homem mostrando sua falácia. Alguns dentre esses raros exemplos estão Paulo, Tozer, o matemático Pascal e Salomão. Este último não resistiu aos seus assédios terminando por ser vencido por ela. Quem quiser brincar de seguir a Cristo paquerando o mundo através da cultura, descobrirá o gosto amargo da derrota.






“E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente”. Gen 6:5






Roberto Aguiar


Fonte: http://discernimentocristao.wordpress.com/2009/09/14/demolindo-a-fe-atraves-da-cultura/
Postar um comentário